palhaços

foto

Palhaços

Parceria entre a Preqaria Cia de Teatro e a Cia Lúdica dos Atores “Palhaços” é um espetáculo divertido e emocionante que faz uma reflexão sobre as escolhas que todo indivíduo precisa fazer ao longo da vida. A linguagem popular se apropria da figura do ambiente do circo para falar dos nossos sonhos esquecidos de infância, das consessões que o homem contemporâneo faz em detrimento dos seus desejos mais sinceros.

A peça pode ser apresentada tanto em teatro quanto espaços alternativos. Escrito na década de 70 pelo paulista Timochenko Wehbi o texto conta a estória do palhaço Careta (Leo Horta) que tem sua rotina alterada quando, de volta a seu camarim onde irá se preparar para a próxima sessão do velho circo mambembe, se depara com um espectador/fã que, de maneira desavisada, erra de porta e adentra o espaço do artista. A partir daí pode-se conhecer melhor o visitante – um vendedor de sapatos, metódico e cheio de problemas pessoais, cujo nome é Benvindo (João Valadares). O que deveria ser a preparação para mais um número, transforma-se em um jogo tragicômico e surpreendente, no qual o palhaço traz à tona os sonhos mais puros e os desejos mais pérfidos de seu fã. Enquanto ajuda o espectador Benvindo a compreender a realidade em que vive, o palhaço Careta reflete sobre sua própria condição de artista, as dificuldades financeiras, o prazer de fazer o que gosta, os valores morais que para ele são essênciais.

A identificação do público é imediata e a atmosfera suave do circo é invadida por uma comoção, um convite à reflexão. De forma despretensiosa os limites que separam a representação da realidade são quebrados e o público se vê diante de uma revelação particular, do palhaço para um espectador que poderia ser qualquer pessoa da pláteia.

A idéia de montar “Palhaços” surgiu de uma necessidade de  resgatar  alguns  conceitos  esquecidos  pela  sociedade contemporânea. Falar das escolhas do ser humano torna-se importante a medida que os costumes e prazeres cotidianos afasta o homem moderno de seus sonhos e valores pessoais. Através do lúdico circence o espetáculo propõe uma investigação particular a fim de compreender a existência em um mundo onde muitos se tornaram parte  de  um  coletivo   massificado, reproduzindo e criando em série, sem se reconhecer e conhecer sua própria vontade.

No teatro de Wehbi, a denúncia social revela-se na maneira pela qual os personagens estão inseridos na sociedade. São seres humanos anônimos reconhecíveis em qualquer esquina e que, por essa razão, permite que o público faça uma viagem interior sobre sua própria função social. O diálogo entre palhaço e o vendedor, nos permite elucidar sobre nós mesmos e o contexto histórico e evolutivo no qual vivemos.

Para contratar esse espetáculo: contato@preqaria.com.br / 31 98894-4243

Foto de Palhaços