A Sós

Sobre a Peça

Espetáculo “A Sós” apresenta em Sete Lagoas uma história sobre a solidão contemporânea e os desajustes psicológicos de uma relação conjugal

 

“Falar da solidão contemporânea e os desajustes psicológicos que levam ao distanciamento entre os seres e a “desumanização”. Esse tema permeia a trama da peça “A Sós”, que tem como fonte inspiradora a relação humana, a solidão e as angústias vivenciadas numa relação conjugal”, explica o ator e autor da peça Ubiratan Santana. Os personagens (interpretados por Ubiratan Santana, Iara Amaral e Elton Luz) estão inseridos num espaço e tempo distorcidos e evidenciam seus medos, suas obsessões e principalmente suas “cicatrizes” conjugais. Por meio de elementos poéticos e simbolistas, a trama revela os fantasmas e a culpabilidade de um homem obsessivo e violento que, em relação à sua própria esposa, chegou às vias de fato. A apresentação em Sete Lagoas está marcada para o dia 23/2, sábado, às 20h, no Centro Cultural Nacional Teatro Preqaria (Rua Aleixo Lanza, 41 – Canaã)  com entrada franca.

A montagem “À sós” irá percorrer 8 cidades mineiras até o primeiro trimestre deste ano. Araxá e Ipatinga já receberam o espetáculo. A agenda de apresentações deve contemplar as cidades Ouro Preto, Itaúna, Coronel Fabriciano, dentre outras. Os ensaios e todo o processo de pré-produção da montagem foram realizados em Betim e Belo Horizonte. “A realização deste projeto tem o objetivo de suprir uma grande demanda quanto ao estímulo à produção e circulação de espetáculos na cidade. Nossa intenção é estimular a produção teatral local e desta forma, suprir uma lacuna artística existente de produções teatrais daqui, minha cidade natal. A partir desta construção, iremos circular por cidades do interior do Estado, que muitas das vezes também têm acesso limitado às produções artísticas. A ideia é realmente buscar a descentralização do acesso à cultura, que geralmente, fica concentrado apenas na Capital”, conta Santana.

A peça tem cerca de 50 minutos de duração, com três personagens em cena, inseridos dentro da estética teatral própria do grupo, emoldurada em uma dramaturgia cenográfica que trará elementos minimalistas para ressaltar o simbólico, a desconstrução temporal e a sutileza do universo psicológico, no qual os personagens construíram para se aprisionarem. “O enredo não tem o intuito de focar nas agressões físicas, mas sim, na agressão psicológica que uma mulher pode sofrer nas mãos de seu companheiro. Na solidão e na intimidade de seus lares. Os espectadores serão provocados a refletir sobre as atitudes quase imperceptíveis, mas que estão muito presentes na contemporaneidade e na realidade de seu cotidiano, numa trama com um final surpreende.”

Ficha técnica

Texto: Ubiratan Santana

Direção e roteiro: Ubiratan Santana

Atores: Iara Amaral, Ubiratan Santana e Elton Luz

Maquiagem: Carolina Cordeiro

Costureira: Maria Nilza

Trilha sonora: Gabriel Pessoa

Fotografia: Ênio Resende

Figurino: Adriano Borges

Iluminadores: Henrique Machado e Joana D´arc

Cenário: Marcelo Baiotto, Adriano Borges e Ubiratan Santana

Preparação corporal: Priscila Patta

Produção: Helena Pawlow

Identidade visual e produção executiva: Agência Birdhouse

Sonoplastia: Raul Garcia

SERVIÇO

Espetáculo “A Sós”

Temporada: 23/2

Horário: 20h

Local: Centro Cultural Nacional Teatro Preqaria (Rua Aleixo Lanza, 41 – Canaã)

Ingressos: Gratuitos – retirados 30min, antes do espetáculo, na bilheteria do teatro.

Duração: 50min

Classificação indicativa: 18 anos

Faceboook: @espetaculoasos

Instagram: @espetauloasos

Assessoria de Imprensa Belo Horizonte

Agência Birdhouse

Helena Pawlow 31 99221-6519

helena@agenciabirdhouse.com.br