Sete Lagoas recebe 2ª edição da Campanha de Popularização do Teatro

Pelo segundo ano Sete Lagoas recebe a tradicional Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Minas Gerais, em sua 45ª edição, com programação ampliada. De 17 de janeiro a 17 de fevereiro, duas semanas a mais que a última edição, serão 10 espetáculos infantis e 19 adultos de companhias teatrais de Sete Lagoas e Belo Horizonte se revezando no palco do Centro Cultural Nacional Teatro Preqaria (Rua Aleixo Lanza, 41, Canaã) apresentando algumas das mais aclamadas peças da campanha.

“Ano passado tivemos um público superior a mil pessoas nas 18 apresentações, comprovando o potencial da cidade para o teatro. Com o sucesso da campanha aqui, seria inevitável não repetir a dose, e ampliá-la, este ano”, revela o diretor teatral João Valadares, responsável pela Temporada de Teatro de Sete Lagoas e à frente da Preqaria Cia de Teatro, produtora local da Campanha.

Valores
Os ingressos já estão à venda a preços populares (R$ 15 antecipado) pelo site www.vaaoteatromg.com.br e no Limão de Gravata (R. Plácido de Castro, 155 – Centro – Tel: 3773-3795). Na hora dos espetáculos os ingressos serão vendidos a R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada. Em Sete Lagoas a Campanha conta com patrocínio de Cimento Nacional e apoio do Limão de Gravata. A produção local é da Preqaria Cia de Teatro. Realização do Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc), Governo de Minas e Ministério da Cultura. Informações: (31) 3177-4091 (14h às 17h) e 98894-4243.

Confira a programação e vá ao teatro:

TEATRO INFANTIL

Espetáculo: A Caixa Mágica (Cia de Teatro Gaveta Caída)
Quando: 19 de janeiro, 17h
Sinopse: A Caixa Mágica apresenta personagens já conhecidos pelas crianças porém de uma perspectiva diferente. Todas essas histórias são costuradas por uma contadora distraída que, ao final, aprende uma valiosa lição: só existe final feliz quando as pessoas são livres para escolherem o próprio destino.
Classificação: Livre
Duração: 60 min

Espetáculo: Carregando a Lua (Cia Pontapé)
Quando: 20 de janeiro, 17h
Sinopse: Espetáculo cênico musical, apresentado por três atores / palhaços músicos que contam a história de uma trupe mambembe que saiu de sua cidade natal no interior de Minas Gerais para os palcos do mundo. O foco da história está no resgate de antigas serenatas de amor, nas homenagens à lua e de nossas raízes mais mineiras, nas brincadeiras tradicionais, na poesia, na musica em cena e na lírica figura do palhaço.
Classificação: Livre
Duração: 60 min

Espetáculo: Esse Quarteto é o Bicho (Cia A Patela)
Quando: 26 de janeiro, 17h
Sinopse: Os palhaços Quincas e Senhor Flores entram em cena como artistas que foram contratados separadamente “para contar ao mesmo tempo a mesma história, para o mesmo público, no mesmo lugar”. Ao descobrirem isso, resolvem unir suas forças e criam sua própria versão da história “Os Saltimbancos”.
Classificação: Livre
Duração: 45 min

Espetáculo: A Princesa Gaia (Cia Preqaria – SL)
Quando: 27 de janeiro, 17h
Sinopse: Conta a estória da Terra quando ela era ainda uma jovem princesa que, de tanto insistir, ganha a permissão de seu pai, o grande Rei Sol para casar-se. Não satisfeita com os pretendentes indicados por ele, a princesa foge para um local desconhecido, o nada, onde se encontra com o primeiro homem e… se apaixona! O casamento acontece, mas a relação é instável. Um espetáculo divertido que deixa uma importante mensagem sobre a relação do homem com o planeta Terra.
Classificação: Livre
Duração: 50 min.

Espetáculo: Palhaço Cacareco (Trupe Cacareco)
Quando: 2 de fevereiro, 17h
Sinopse: O “Palhaço Cacareco” estabelece um encontro inusitado com o público por onde se apresenta, trabalhando com as várias técnicas de malabarismo. Usa a manipulação de bolinhas, dança com um bambolê inocente e convida todos para brincar. Com as clavas, derrota monstros imaginários. Finaliza com uma chuva de bolhas de sabão sopradas por uma máquina imaginária que realiza sonhos. Sonha com uma galáxia distante, onde não há maldade e todos são felizes.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: O Menino mais rico do mundo (Sala 7)
Quando: 3 de fevereiro, 17h
Sinopse: Imagine um menino rico! Não de dinheiro, mas de imaginação e sonhos. Um menino que aprendeu a conhecer as cores, brincar com os sons, respeitar o mundo e, por isso, hoje, é companheiro da felicidade. Este menino, um pequeno catador de papel, acaba de chegar ao teatro e com muita música, poesia e humor, convida a plateia a conhecer o seu mundo fantástico.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: O Pequeno (A Patela)
Quando: 9 de fevereiro, 17h
Sinopse: Aquele que sonha e em seu sonho realiza uma viagem a um planeta não muito distante de sua realidade, mas repleto de lembranças. Um garoto que sai à procura de seu pai, mas não o pai ideal e sim aquele que mora dentro de si e que partiu para outro mundo.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: Memórias de um Quintal (Brenda Campos e Keu Freire)
Quando: 10 de fevereiro, 17h
Sinopse: Em meio a músicas e brincadeiras populares, “Memórias de um Quintal” traz à cena o duelo entre uma criança e um pardal. A dramaturgia é livremente inspirada na obra “O matador” de Wander Piroli, que se mistura com as memórias dos próprios atores, que narram e comentam seus apelidos e brincadeiras de infância.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: O Vermelho (A Patela)
Quando: 16 de fevereiro, 17h
Sinopse: O espetáculo, baseado na pesquisa de máscaras e teatro de rua, tem como mote de criação dramatúrgica a chegada de quatro figuras em um “novo mundo”. Vindas de lugares diferentes, elas têm que se entender e se organizar nesta nova sociedade.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: A Caixinha de Papelão (A Patela)
Quando: 17 de fevereiro, 17h
Sinopse: Nessa divertida e curiosa história, vamos nos deparar com momentos poéticos e inusitados trazidos pela simplicidade encontrada apenas em nossa imaginação de criança. No palco, dois atores resgatam o universo da cultura da criança através de brincadeiras, trava línguas e parlendas. O espetáculo é um convite ao imaginário e ao universo lúdico da criança.
Classificação: Livre
Duração: 60 min

TEATRO ADULTO

Espetáculo: Cabana do Improviso (Trupe Cabana Teatral – SL)
Quando: 17 de janeiro, 20h
Sinopse: O projeto de humor é baseado em improvisações feitas na hora onde a plateia é importante para a criação das cenas. O espetáculo é baseado na técnica de improvisar, ao invés de se basear na dramaturgia. A partir de temas sugeridos na hora pelo público, as esquetes e jogos de improvisação vão sendo criados. Humor irreverente, divertido e inusitado.
Classificação: 10 anos
Duração: 70 min.

Espetáculo: Seria Trágico se Não Fosse Cômico: Romeu e Julieta
Quando: 18 de janeiro, 20h
Sinopse: O palhaço Senhor Flores e a palhaça Colibri entram em cena para preparar o cenário de uma grande apresentação teatral. Diante de uma situação inesperada, ambos se unem para fazer o espetáculo acontecer, misturando elementos da cultura popular com a erudita e acadêmica. Dessa mistura nasce uma versão cômica e irreverente de um grande clássico da dramaturgia mundial: Romeu e Julieta.
Classificação: Livre
Duração: 50 Min

Espetáculo: As Alegres Comadres de Windsor (Cia Preqaria – SL)
Quando: 19 de janeiro, 20h
Sinopse: Comedia de Shakespeare, com máscaras da Commedia Dell Arte, onde o protagonista Falstaff tenta, ao mesmo tempo, seduzir duas mulheres casadas de Windsor. As alegres comadres se voltam contra o balofo fanfarrão que, sob o engenho dessas nobres comadres e o ciúme de seus maridos, Falstaff é enganado, tratado como roupa suja, espancado, espetado, ridicularizado e insultado para, então, surgir arrependido.
Classificação: Livre
Duração: 70 min

Espetáculo: Sá Bença (Cia Pontapé)
Quando: 20 de janeiro, 20h
Sinopse: Quebranto, mau-olhado, espinhela caída, vento virado e até abraço mal dado. Lançamos ao vento a estória de “Sá Bença”, aos quatro cantos, para quem quiser assistir. Vamos conhecer as suas cantigas, experimentar a sua devoção e a sua fervorosa crença na cura através do amor, da reza, da terra e dos elementos da natureza. Um encontro encantador e poético que tem a brandura e a intensidade das coisas simples.
Classificação: Livre
Duração: 40 min

Espetáculo: A Alegria do Circo
Quando: 24 de janeiro, 20h
Sinopse: A alegria do circo está garantida com as palhaças Maisena e Figurinha. Com um pequeno circo e em cima do tradicional tapete picadeiro, elas levam para as suas apresentações toda a magia do circo com números que transitam entre o palhaço, a mágica, as brincadeiras, o malabarismo, e lindas poesias.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: Minha Mãe é pior que Grupo de Whatsapp (Rômulo Duque e Marísia do Prado)
Quando: 25 de janeiro, 20h
Sinopse: Um texto com uma trama moderna, neste novo mundo da internet, Whatsapp, Facebook, abordando a relação entre mãe e filho de forma cômica. A partir do retorno do filho para casa da mãe, por conta do fim de seu casamento, ele encontra uma mulher livre e moderna. Viúva, mas totalmente ativa, tanto na vida profissional quanto sexual. Esse retorno é a chance de começarem uma relação de verdade, com muito humor.
Classificação: 14 anos
Duração: 60 min

Espetáculo: Asikatali – Não é Tarde Demais
Quando: 26 de janeiro, 20h
Sinopse: Asikatali é uma sociedade marcada por governos desastrosos, crises econômicas, morais e existenciais, mas cujo povo sentiu em seu coração crescer a esperança e descobriu que nunca é tarde demais para alcançar a liberdade. Os asikatalianos são seres um tanto quanto atrapalhados que apesar dos dilemas e das pequenas corrupções diárias, são gratos por terem a alma revestida pelo tecido vida e festejam a alegria conquistada de viver em Freedom!
Classificação: Livre
Direção: João Valadares

Espetáculo: Palhaços (Cia Preqaria – SL)
Quando: 27 de janeiro, 20h
Sinopse: Espetáculo divertido e emocionante que traz
ao público uma discussão social a respeito da vocação profissional. A linguagem popular se apropria da figura do palhaço para falar dos nossos sonhos esquecidos de infância, das concessões que o homem contemporâneo faz em detrimento dos seus desejos mais sinceros.
Classificação: 10 anos

Espetáculo: Arco-Iris de Plástico (Pádua Teixeira)
Quando: 31 de janeiro, 20h
Sinopse: Um Cego, um Bobo, um Torto. Três arremedos de homens que, de certa forma, se completam. Juntos, partem em uma incessante jornada rumo a uma fábrica. Um lugar mágico, onde, segundo um profeta da cidade grande, todas as suas angústias, medos e deficiências poderiam ser descartadas, recicladas e transformadas em ossos, olhos e miolos novos.
Classificação: 10 anos
Duração: 70 min

Espetáculo: Guia Prático de Como Educar sua Mãe (FMS Produções e Eventos)
Quando: 1 de fevereiro, 20h
Sinopse: Sabe aquela mãe que te manda sair de guarda chuva por que vai chover e chove? Aquela que não larga do seu pé? Essa é a Dona Jandira, mãe de Carlos Eduardo. Eles vão mostrar pra você que mãe é tudo igual e que filho também é tudo igual. Só muda de endereço! Mas pode mudar depois deste “Guia prático de como educar a sua mãe”!
Classificação: Livre
Duração: 60 min

Espetáculo: Pudor – Meu nome não é Nelson (Pedro Moura)
Quando: 2 de fevereiro, 20h
Sinopse: Drama inspirada em nove obras de Nelson Rodrigues, onde três personagens, em maior ou menor grau, anseiam atingir uma plenitude e transcendência que, de alguma forma, preencha o vazio de suas próprias existências, sem que necessariamente tenham plena consciência disso. Anseiam dar vazão aos desejos mais ocultos de sua mente, ao mesmo tempo em que os condenam e reprimem por conta de uma moral excessivamente sustentada por elas próprias.
Classificação: 14 anos
Duração: 75 min

Espetáculo: Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo (Sala 7)
Quando: 3 de fevereiro, 20h
Sinopse: O espetáculo conta a história de Jonas, um rapaz que tenta de todas as manei- ras encontrar uma mulher pra se casar. Durante essa busca, muitos tipos de mu- lheres passam pela sua vida, deixando histórias de rolar de rir. Frequentador assíduo de casamentos, ele briga por todos os buquês e enfeites de bolo e depois de várias tentativas frustradas, resolve ir para uma lounge, pra beber e desabafar com seu lado feminino.
Classificação: 14 anos
Duração: 70 min

Espetáculo: Ciclos (Grupo Teatro Invertido)
Quando: 7 de fevereiro, 20h
Sinopse: Uma mulher performa sua condição feminina às voltas com sua emancipação e escolhas em relação à maternidade após os 40 anos. Entre gestações e perdas, essa mulher encara o próprio tempo, a idade, além dos tabus da maternidade adiada. O solo foi criado a partir da fisicalidade de um corpo em crise, criando conexões entre corpo, voz e a captação sonora ao vivo. Passa pelo teatro autobiográfico e a dança.
Classificação: 12 anos
Duração: 50 min

Espetáculo: Ariovaldo e Seus Causos (Gustavo Gomes)
Quando: 8 de fevereiro, 20h
Sinopse: Ariovaldo de Pariopeba, o jeca vendedor de bananas, vem pra cidade à procura da sua amada Bernadete. A ingênua malícia do matuto dialoga com a platéia de forma bem humorada e descontraída.
Classificação: Livre
Duração: 50 min

Espetáculo: AMAL (Dança) (Cia Jovem de Paraopeba)
Quando: 9 e 10 de fevereiro, 20h
Sinopse: AMAL significa “esperança”, em árabe. O espetáculo é inspirado na Guerra da Síria, fazendo também uma analogia à criminalidade no Brasil. A coreografia foi inspirada na menina Bana, da cidade de Alepo, que fazia pedidos de socorro pelo Twitter mostrando a real situação do povo sírio durante a guerra civil que assolou o país.
Classificação: 14 anos
Duração: 50 min

Espetáculo: Conte me tudo, não me esconda nada (Grupo Nós e Voz – SL)
Quando: 14 de fevereiro, 20h
Sinopse: As freiras da congregação das dez graças do altíssimo, conhecidas como as irmãs “Dez graçadas”, recebem em seu convento uma noviça. Esta, por sua vez, ao escutar uma conversa da madre superiora, conta o que ouviu à outra irmã. A confusão começa quando uma vai contando à outra e a história vai se modificando. Ao final, a madre descobre que a fofoca já havia se espalhado a todo convento, o que gerou a maior confusão.
Classificação: 14 anos
Duração: 70 min

Espetáculo: Atendendo a Pedidos (Grupo Teatro Invertido)
Quando: 15 de fevereiro, 20h
Sinopse: O solo cômico traz a figura de um homem que recebe a plateia para uma sessão onde ele será salvo, tendo os espectadores como salvadores. O espetáculo passa por 5 cenas e leva a plateia da reflexão ao riso, interagindo com os pedidos e agradecimentos feitos no instante em que a peça acontece. Valendo-se do improviso e da construção da dramaturgia em tempo real, o ator se desdobra para que a plateia saia refletindo, mas com a leveza que só a comédia é capaz de proporcionar. Classificação: Livre
Duração: 60 min

Espetáculo: Nosso Estranho Amor (Cia Preqaria – SL)
Quando: 16 de fevereiro, 20h
Sinopse: O espetáculo mescla a linguagem da dança e do teatro para construir uma fábula contemporânea sobre um dos sentimentos primordiais do homem como ser social: o amor, o absurdo que há no amor entre um homem e uma mulher. A peça, dirigida por Cláudio Dias, venceu o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz e tem na trilha sonora, executada ao vivo, canções de Caetano Veloso.
Classificação: 14 anos
Duração: 60 min

Espetáculo: Tartufo’s 80 (Cia Preqaria – SL)
Quando: 17 de fevereiro, 20h
Sinopse: Uma Brasília 1980 é a casa da família de Orgon. A tmosfera com roupas características, a paródia de sucessos musicais e filmes populares da época fazem da montagem uma grande viagem ao passado. Tartufo é capaz de mentir, roubar, fraudar, especular e transgredir moralmente com o único objetivo de obter mais privilégios. E tudo em nome de Deus. A peça, apesar de retratar uma situação que antecedeu a ascensão da burguesia na França do século 17, mantém-se atual ao denunciar males eternos e universais, como a corrupção, a hipocrisia religiosa, a exploração da fé e o desvio moral.
Classificação: Livre
Duração: 60 min